Ilusão em tempos de guerra






Algum dia poderemos conversar,
Quando estas águas que nos separam baixarem.
Pois agora as ondas estão enormes e enfurecidas
e minha frágil canoa não resistirá à travessia.

Mas a esperança levantará a bandeira,
Sob a qual estamos reunidos nas intempéries da vida,
Ergueremos nos em meio ao fronte em busca da paz esquecida

Dos dias de outrora tão lindos, pelos homens que a conheciam,
eventos se moldavam ao amanhecer e lembranças surgiam,
em fotos desvanecidas, pelos pilares do tempo
que retratavam o nosso ultimo beijo...

Vítimas inocentes deste trágico ensejo,
alimentado pela ganância dos homens
que a vida madrasta nos oferta em breves ritos

Sem piedade, vil e nefasta nos molda
a seu bel prazer nessa carnificina
E em meio a tudo isso, apenas teu amor me anima

Quando tudo ao redor está a fenecer
menos as almas que ainda se buscam
nesse nosso intenso viver.

Roberto Codax

Sobre o autor

“Escrevo pela simples necessidade de sentir meus próprios sentimentos e ouvir meus pensamentos que vagam sem ressonância neste mundo de surdos. Eu escrevo pra tentar compreender a mim mesmo, não para responder questões às quais nunca saberei a resposta.(Roberto Codax)

Roberto Codax. Tecnologia do Blogger.

Playlist